terça-feira, 22 de julho de 2008

UFSC sobe nota de corte para Vestibular 2009

Se no vestibular passado na Universidade Federal de Santa Catarina bastavam 20 pontos nas disciplinas gerais para ser aprovado, este ano a situação mudou: a partir do vestibular 2009 os candidatos terão de acertar no mínimo 24 questões entre as 96 da prova para serem aprovados.

No caso das provas de língua portuguesa e de redação, a nota mínima passou de 3 para 4, em uma escala de 0 a 10. Ainda na redação, não haverá necessidade de que o candidato escreva no mínimo 25 linhas – exigência que muitas vezes fazia com que o estudante prolongasse sem conteúdo suas colocações, somente para alcançar o tamanho exigido.

Segundo o professor Júlio Felipe Szeremeta, presidente da Comissão Permanente do Vestibular (Copeve), a decisão de aumentar a nota de corte dos candidatos foi tomada para melhorar a seleção dos candidatos - que estavam sendo aprovados com várias deficiências de comunicação escrita e falada.
 
"Além disso, nas provas de cinhecimentos gerais, percebemos deficiências muito grandes em algumas disciplinas e aumentar a nota de corte é a única solução", afirmou o professor.

Szeremeta negou, no entanto, que o aumento na nota de corte tenha alguma relação com as notas que os candidatos inscritos pelo sistema de cotas conseguiram para entrar na faculdade no início deste ano. Uma das principais reclamações de vestibulandos que ficaram de fora da vaga era que os candidatos cotistas conseguiam ser aprovados com 20 pontos apenas.

"A decisão não tem nenhuma relação com as notas dos cotistas. Apenas percebemos que havia uma deficiência e fizemos a alteração", disse o professor.

 Portões fecham mais cedo
Os portões dos locais de prova também serão fechados mais cedo. Este ano, ao invés de fecharem às 15h, horário de início das provas, os portões serão trancados às 14h45 e tem como objetivo melhorar a logística do concurso. Assim a Coperve vai evitar, por exemplo, que ao mesmo tempo em que os fiscais estejam distribuindo as provas, para início pontual às 15h, candidatos ainda estejam entrando nas salas.

 Segunda opção
Outra alteração importante é que não haverá mais a possibilidade de segunda opção. A inscrição no vestibular 2009 dará ao candidato o direito de optar por apenas um dos 65 cursos de graduação oferecidos pela UFSC buscar.

Apenas no caso de algumas graduações de áreas afins, como arquitetura e urbanismo e as engenharias, por exemplo, o candidato terá direito à opção 1-a (e esta deve ser de um curso pertencente ao mesmo grupo da opção 1). De acordo com esse critério, se a opção for engenharia de alimentos, o candidato pode ter como opção 1-a engenharia elétrica.

 Isenção da taxa
Há ainda novidades com relação à isenção da taxa de inscrição. Haverá a possibilidade de solicitação via internet ― nos anos anteriores o pedido era somente presencial. O período para solicitação via internet será de 4 de agosto a 1° de setembro. Na forma presencial, a solicitação deverá ser feita de 25 a 29 de agosto. A lista de beneficiados será anunciado no dia 30 de setembro. Esses candidatos deverão se inscrever no vestibular entre os dias 1º e 9 de outubro.

 Inscrições e provas
As inscrições para o vestibular estarão abertas no período de 9 de setembro a 9 de outubro, somente via internet. Este ano serão oferecidas 4.095 vagas, mais seis suplementares destinadas aos candidatos indígenas, implantadas a partir do Programa de Ações Afirmativas da UFSC. Os candidatos poderão optar por 65 cursos.

As provas serão realizadas nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, das 15h às 19h, em dez cidades de Santa Catarina: Florianópolis, Blumenau, Camboriú, Chapecó, Criciúma, Itajaí, Joaçaba, Joinville, Lages e Tubarão.

O Programa de Ações Afirmativas da UFSC estabelece que 20% das vagas de cada curso serão destinadas para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino fundamental e médio em instituições públicas de ensino e que 10% das vagas de cada curso serão destinadas para candidatos auto-declarados negros que, preferencialmente, tenham cursado integramente o ensino fundamental e médio em escolas públicas.

Conteúdo extraido do G1

Um comentário:

  1. Além disso, nas provas de "cinhecimentos" gerais, percebemos deficiências muito grandes em algumas disciplinas e aumentar a nota de corte é a única solução", afirmou o professor.


    HAHA

    ResponderExcluir